Archive for Dezembro 2014

O vazio no olhar


Lady Beatrice - George Clausen

Ela tinha o vazio nos olhos. Ninguém conseguia olhar para ela sem perder, nem que seja por um instante, o ar. Algumas pessoas simplesmente não conseguiam trocar palavras com ela. Outros gaguejavam. E a técnica mais usada por aqueles que com ela mais interagia era: evitar encarar o olhar daquela moça. Mas a moça não notava esse poder que possuía, de causar tamanha surpresa nas pessoas. De tirar o ar dos outros. Ela não sabia que carregava o vazio no olhar. Pois nunca teve a chance de encarar seus próprios olhos. Nascera cega. Com olhos num cinza opaco. E vivia com a impressão de que os seres humanos são, por natureza, silenciosos. Porém, o que ela nunca saberia era que, por natureza, o vazio é algo difícil de encarar. 

História real



The pages of time - Shiori Matsumoto

A pequena princesa passava dentro de um carro blindado e discreto, para não chamar atenção. Observava as tantas pessoas que por ali circulavam, tiravam fotos, exaltando aqueles monumentos. Sabia que aqueles prédios ornamentados e aquelas artes monumentais, espalhados pela cidade e tão famosos no mundo inteiro, foram erguidos e projetados em homenagem aos seus antepassados da realeza a que pertencia. Eram presentes e honrarias conseguidos graças às riquezas dos antepassados da maioria daqueles tantos turistas. Sabia que houve muita exploração para que a sua cidade fosse tão brilhante e encantadora como hoje o mundo a considerava. E, apesar disso, lá estavam todos aqueles turistas apreciando, aplaudindo e rindo diante desses monumentos da sua família real. Esse fato ela sempre observava, mas nunca conseguia compreender. Ela não encontrava lógica na história. História essa a que ela, sem querer, pertencia.

Evilanne Brandão de Morais. Tecnologia do Blogger.